França

À descoberta do Museu de História Natural de Paris

março 20, 2017,0 Comments

Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming
Criado no século XVII por decisão de Louis XIII, o jardim real de plantas medicinais viria a tornar-se depois da Revolução Francesa naquele que conhecemos actualmente como Jardin des Plantes. No mesmo acto, estabeleceu-se a criação do Museu de História Natural, uma instituição de ensino superior e de investigação.

Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming

Apesar de o Jardin des Plantes ser um dos meus jardins preferidos de Paris, confesso que por aqui passei muitas vezes antes de finalmente decidir visitar o Museu. Pessoalmente, adoro História Natural e, depois de ter visitado o museu de Lisboa (ainda tenho os de Londres e Nova York na lista), aproveitei um dia soalheiro para explorar esta instituição em Paris.
Com a missão de conservar e gerir grandes colecções que são um verdadeiro tesouro da Humanidade, o Museu encontra-se dividido em várias secções, sendo que no Jardin des Plantes podemos encontrar algumas delas, incluindo um pequeno jardim zoológico, a Ménagerie, salas dedicadas à Mineralogia e Geologia, uma galeria de Paleontologia e um enorme edifício de Zoologia.

Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming

grande galerie de l'évolution

rue geoffroy saint-hilaire, 36
adultos: 9€

Inaugurada no mesmo ano que a Torre Eiffel, em 1889, a Galeria de Zoologia do Jardim Botânico já apresentava à época colecções impressionantes. Apesar da sua importância, este grande museu do império colonial que ofuscou o público viria a degradar-se lentamente depois da Segunda Guerra Mundial. Numa exposição que podemos ver actualmente, é possível observar fotos de como o edifício, com sérios problemas de financiamento pós-guerra, ficou ao abandono: apesar de os espécimens permanecerem no edifício, o telhado em vidro começava a ruir e a mistura de eletricidade que revelava falhas com cerca de um milhão de frascos de vidro com espécies preservados em álcool e formaldeído tornavam-no um explosivo à espera de detonar.
Depois de muitos anos fechada, a Galeria viria a reabrir em 1994 sob o novo nome de Grande Galeria de Evolução. A Galeria surge sob uma nova perspectiva e dinâmica, com iluminação que coloca as colecções em destaque, formando um todo espectacular: são 6000m2 de exposição permanente dividida entre a nave central, a varanda intermediária e a varanda superior, num total de mais de 10000 exemplares. Aqui poderão encontrar colecções que vão desde os recifes de coral e as planícies abissais (nível 0), passando pelas florestas tropicais da América e a savana africana (nível 1), ao impacto da actividade humana (o que inclui uma sala de espécies extintas e ameaçadas no nível 2) e à evocação de grandes naturalistas que contribuíram para a compreensão da história da vida, como Darwin (nível 3).

Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming


Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming

galerie de paléontologie et d'anatomie comparée 

rue buffon, 2aultos: 7€

A Galeria de Paleontologia e Anatomia Comparada é um dos daqueles locais que agradam a miúdos e graúdos: aqui encontram esqueletos de peixes, aves, répteis, mamíferos (desde baleias ao próprio Homem), organizados de acordo com o seu ambiente. Sobre esta colecção de fósseis e esqueletos vertebrados e invertebrados, o escritor francês Paul Claudel disse que era "nada menos do que o museu mais belo em Paris".
Aqui, quase poderíamos sentir que recuamos no tempo, já que o edifício, originalmente de 1898, nos parece transportar directamente para a época victoriana. Sim, é igualmente verdade que o museu começa a mostrar sinais de desgaste e do tempo, mas não deixem que isso vos desencoraje porque é esse pormenor que lhe confere ainda mais charme.
Sem dúvida alguma, o destaque aqui é a óptima selecção de esqueletos de animais, afinal o museu é digno do seu nome de "anatomia comparada" pois é impossível visitá-lo sem se perder a comparar os esqueletos em exposição uns com os outros.
Para mim, o único senão do museu é o facto de a exposição no nível inferior ter sido apresentada de uma forma mais visual do que lúdica, com esqueletos uns em cima dos outros (o que fica bonito nas fotos, mas torna difícil aceder aos espécimens), ainda assim não deixem de subir ao primeiro andar para admirar a vista panorâmica sobre a exposição do museu!
Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming


Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming

galerie de botanique

rue buffon, 18adultos: 7€

Confesso que a secção do Museu de História Natural que menos me fascinou foi a Galeria de Botânica. Talvez pelo facto de ter primeiramente visitado as duas galerias anteriores, que considerei fascinantes, mas acabei por ficar um pouco decepcionada com esta secção, a qual achei demasiado pequena e pouco lúdica.
Apesar de explicar um pouco o trabalho de um botânico e como é feita a conservação de plantas, eu diria que esta é a Galeria que podem passar à frente já que no geral tem pouca informação sobre a secção da História Natural que se propõe a cobrir... 
Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming Visita ao Museu de História Natural de Paris - Drawing Dreaming
alguma vez visitaram o jardin des plantes? já conheciam o seu museu de história natural?

A ler também...

0 comentários: